Vazamento de dados pessoais que expôs 220 milhões de brasileiros é pior do que se pensava

  • by

O vazamento  que expôs o CPF de mais de 220 milhões de brasileiros é  o caso é mais grave já ocorrido no Brasil: esse conjunto de dados pessoais, oferecido de graça em um fórum de internet, está associado a uma base ainda maior que inclui foto de rosto, endereço, telefone, e-mail, score de crédito, salário, renda e muito mais. O arquivo parece estar associado à Serasa Experian, mas a empresa nega ser a fonte.

Vazamento veio da Serasa Experian?

O vazamento maior é intitulado “Serasa Experian”, e existem alguns indícios de que estes dados podem estar relacionados à empresa:

  • uma das bases traz dados do Mosaic, serviço da Serasa Experian que classifica os consumidores em 11 grupos e 40 segmentos, a fim de fazer anúncios segmentados e prospecção de clientes;
  • outras duas bases possuem informações sobre modelos de afinidade e propensão, algo que também é oferecido pela Serasa, a chance de que uma pessoa tem de comprar determinado produto ou serviço como seguro, previdência privada, cartão de crédito, jogos, viagens, artigos de luxo, entre outros;
  • há ainda uma lista de scores de crédito, produto pelo qual a Serasa é mais conhecida.Reunimos abaixo as principais informações que constam no vazamento maior:
    • básico: nome, CPF, gênero, data de nascimento, nome do pai, nome da mãe
    • estado civil (casado, solteiro, divorciado, viúvo, outros);
    • vínculo familiar: categoriza pessoas de acordo com vínculo de 1º grau (mãe, pai, filho, filha, irmão, irmã, cônjuge) ou 2º grau (avô, neto, tio, sobrinho, primo etc.);
    • e-mail;
    • telefone: DDD, número, operadora, plano, tipo de linha (fixa, pré-paga, pós-paga), data de instalação;
    • endereço: logradouro, número, bairro, cidade, estado, CEP, tipo (residencial / comercial), latitude e longitude;
    • domicílios: CPF do chefe de família, número de pessoas, faixa de renda, endereço completo;
    • escolaridade: nível (analfabeto / fundamental / técnico / superior etc.)
    • universitários: 1.643.105 pessoas com nome da faculdade, curso, ano de entrada e ano de conclusão;
    • ocupação: cargo, número CBO (Classificação Brasileira de Ocupações)
    • emprego: CNPJ e razão social do empregador, número do PIS/PASEP/NIT, número do CTPS, tipo de vínculo (CLT, autônomo, servidor, aprendiz etc.), data de admissão, salário, horas de trabalho por semana;
    • salário: valor, tipo (mensal, quinzenal, semanal etc.), horas por semana
    • renda: valor mensal (inclui salário, aluguéis, recebimento de juros etc.), classe social (baixa, média, alta), faixa de renda;
    • classe social (A1, A2, B1, B2, C1, C2, D, E);
    • poder aquisitivo: nível (baixo, médio, alto), renda, salário;
    • Bolsa Família: valor, situação do benefício (liberado / bloqueado), status do benefício; (ativo/inativo), número e nome dos dependentes, NIS (Número de Identificação Social);
    • título de eleitor: número de inscrição, zona, seção, endereço, município, estado
    • RG;
    • FGTS: número do PIS;
    • CNS (Cartão Nacional de Saúde);
    • NIS (Número de Identificação Social);
    • PIS/PASEP;
    • INSS: nome do segurado, número do benefício, data de início, espécie (aposentadoria, pensão, salário-maternidade etc.);
    • IRPF (imposto de renda): nome da instituição bancária, código da agência, lote de restituição;
    • Receita Federal: situação cadastral (regular / suspensa / cancelada / titular falecido)
    • score de crédito: atividade de crédito, score de risco, nível de risco (baixo / médio / alto);
    • devedores: nome, tipo do devedor (principal, corresponsável), situação (ativa, em cobrança, ajuizada), tipo de dívida (multa, imposto de renda, PIS etc.), valor, foi parar na Justiça? (sim / não);
    • cheques sem fundos: código e agência do banco, motivo (sem fundos / conta encerrada);
    • Mosaic: grupo e subgrupo de segmentação;
    • afinidade: nível de precisão, percentil;
    • modelo analítico: prevê chance de consumidor ter afinidade para comprar um produto ou serviço;
    • fotos de rostos: 1.176.157 imagens JPEG com datas entre 2012 e 2020; o nome de arquivo é o CPF da pessoa correspondente;
    • LinkedIn: 5.051.553 perfis da rede social com número ID e URL de acesso;
    • empresarial: nome do sócio de uma empresa, participação (ações e %), razão social e nome fantasia da empresa, CNPJ, data de entrada na sociedade;
    • servidores públicos: descrição do cargo, lotação, exercício, renda bruta, estado, vínculo, afastamento (sim / não);
    • conselhos: 2.260.960 pessoas que prestam consultoria no âmbito público ou privado, incluindo situação, especialidade e código de ocupação;
    • óbitos: data de falecimento, idade, data da certidão de óbito, nome e endereço do cartório.

    Com informações da Tecnoblog